Adelmo Carneiro Leão

Adelmo Leão nasceu em Itapagipe, no Triângulo Mineiro. Nasceu em 25/5/1949. Exerceu seis mandatos de deputado estadual na Assembleia Legislativa de Minas Gerais e foi eleito deputado federal em 2014. Médico, professor e doutor em Ciências pela USP, é casado, tem cinco filhos e seis netos.

A trajetória política começou no movimento estudantil, no período da ditadura militar. Graduou-se em Medicina na atual Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), na qual lecionou por 15 anos. Foi ativista de movimentos católicos de base, da organização sindical dos professores universitários e, em 1981, foi presidente da Comissão de Direitos Humanos da Arquidiocese de Uberaba. Fez mestrado e doutorado na USP-Ribeirão Preto.

Filiou-se ao PT em 1986 e coordenou em Uberaba o Movimento Pró Participação Popular na Constituinte. Fez parte da luta pela reforma sanitária brasileira, que resultou na inclusão do artigo “Saúde é Direito de Todos e Dever do Estado”, à Constituição Federal de 1988.

Em 1991, foi eleito para o primeiro mandato de deputado estadual, numa trajetória política marcada pela defesa da reforma agrária, pelo saneamento básico, o fortalecimento do SUS e a segurança alimentar. Seu trabalho sempre teve o apoio entidades, instituições e organizações da sociedade civil.

É autor de importantes leis de Minas Gerais: Política Estadual de Saneamento Básico, o Fundo Estadual da Saúde e a lei dos direitos dos usuários de serviços de saúde. Também é dele a lei que criou o programa de prevenção e tratamento especial de assistência médica integral aos portadores de anemia falciforme e, na segurança alimentar, a lei que criou o Programa Estadual de Incentivo à Agroecologia e Produção Orgânica – PEAPO.

Adelmo exerceu papel importante como presidente da CPI das Carvoarias, dos Medicamentos, e da Cemig, esta última investigou irregularidades na venda de parte das ações da Companhia para um grupo estrangeiro. A CPI foi fundamental para a devolução do controle da Cemig para o povo mineiro. Participou de 15 CPIs na ALMG.

Foi líder e vice-líder da Bancada do PT por diversas vezes, presidente da Comissão de Saúde, da Fiscalização Financeira e Orçamentária, de Direitos Humanos, e membro da Comissão de Esporte e Juventude. Adelmo presidiu a Comissão Especial que estudou a situação da dívida do Estado e coordenou a Frente Parlamentar pela Renegociação da Dívida de Minas.

Entre 1995 e 1996, foi presidente da Beneficência da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (Beprem) e Secretário adjunto municipal de Governo do então prefeito Patrus Ananias. No Partido dos Trabalhadores de Minas, atuou como Secretário de Formação Política e Secretário-Geral.

Em 2000, Adelmo assumiu o cargo de Secretário de Estado de Saúde no governo Itamar Franco, tendo criado a Mesa Permanente de Negociação com os sindicatos para garantir o diálogo com os servidores.

No governo Lula, em 2007, trabalhou na Presidência da República, e em 2008, foi superintendente regional do INCRA em Minas, tendo atuado efetivamente para a legalização de terras e assentamentos no Estado.

Mandatos de deputado estadual na Assembleia Legislativa:
1991-1995; 1997-1999; 1999-2003; 2003-2007; 2009-2011; 2011-2015

  • TODOS CONTRA TEMER! 100% dos deputados petistas, ou seja, 58 parlamentares, votaram contra Michel Temer e a favor do prosseguimento da investigação por corrupção do golpista! Veja o voto de cada um dos deputados do PT e tenha ainda mais certeza: eles estão ao lado do povo brasileiro!

    Publicado por Partido dos Trabalhadores em Quinta-feira, 3 de agosto de 2017
    100% dos deputados petistas votaram contra Michel Temer e a favor da investigação por corrupção do golpista. Assista aos votos dos parlamentares