Postado por Agência PT, em 26 de fevereiro de 2016 às 19:05:39

O Partido dos Trabalhadores aprovou, em reunião do Diretório Nacional nesta sexta-feira (26), no Rio de Janeiro, uma resolução sobre as eleições deste ano. No documento, o partido reforça a intenção de manter a “trajetória de crescimento dos últimos pleitos”. No entanto, o PT ressalta que as eleições não “são um fim em si mesmo”.

“Através das vitórias que obtemos nos espaços institucionais, queremos acumular forças para aprofundar a democracia, melhorar a vida do povo e estabelecer uma contra-hegemonia na sociedade, a fim de fazer avançar nosso projeto de País”, diz o documento.

O partido também divulgou, nesta sexta, o documento “Em Defesa da Democracia“, um texto com propostas econômicas para um “Programa Nacional de Emergência” e uma convocação da militância em defesa da Petrobras

Para o PT, as eleições deste ano têm um “significado especial, visto que a oposição conservadora, após sofrer sua quarta derrota consecutiva, não reconhece o resultado manifestado livremente pelo povo nas urnas e reincide na aventura golpista.

Além disso, o partido considera que as campanhas serão prioritárias nas cidades de São Paulo capitais e cidades com mais de 100 mil eleitores, as atuais administrações, os municípios considerados polos econômicos e aqueles com troncos transmissores de rádio e televisão.

Leia o documento divulgado sobre as eleições, na íntegra.

Compromisso partidário - O PT também divulgou o texto “Compromisso partidário do candidato e da candidata petista”. O documento deverá ser firmado por todos aqueles que participarem do pleito de 2016.

O texto aprovado apresenta os compromissos de campanha dos candidatos, informações sobre prestações de contas, os compromissos dos mandatos, planos e projetos, além de outras informações.

Leia a Resolução sobre as eleições, na íntegra.

PT 36 Anos - A reunião do Diretório Nacional acontece um dia antes da festa de aniversário do PT, no Rio de Janeiro. O evento está marcado para acontecer no Armazém da Utopia e promete contar com as principais personalidades do partido, além de show do sambista Diogo Nogueira e da bateria da Portela. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já confirmou presença no evento e há a expectativa de participação da presidenta Dilma Rousseff.

A Fundação Perseu Abramo (FPA) também promoverá, nesta sexta e no sábado (27), no Rio de Janeiro, o Seminário 36 Anos de Partido dos Trabalhadores: trajetória e desafios. O presidente do PT, Rui Falcão; o presidente da FPA, Marcio Pochmann; e o presidente do PT-RJ, Washington Quaqua; abrirão o seminário, que contará com transmissão ao vivo.

As mesas discutirão os desafios das cidades, transformações do capitalismo global e os rumos das esquerdas no Brasil. Estão confirmadas as participações do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad; da professora e urbanista, Ermínia Maricato; do professor e economista, Ladislau Dowbor; da psicanalista Maria Rita Kell e do professor e economista Eduardo Fagnani, entre outros.


Por Mariana Zoccoli, da Agência PT de Notícias