Elvino Bohn Gass

dep.bohngass@camara.leg.br
(61) 3215-5469

Bohn Gass nasceu no município de Santo Cristo, noroeste do Rio Grande do Sul. Filho de agricultores familiares, desde cedo ajudou os pais na pequena propriedade.

Graduou-se em Estudos Sociais, com licenciatura em História, pela Unijuí e Pós-Graduação em Gestão Social pela UFRGS.

Fundador do PT, sempre integrou direções partidárias em nível local e estadual. Fundador da CUT, integrou sua direção nacional. Bohn Gass atuou também no movimento estudantil e na Pastoral da Juventude.

A história de lutas e a experiência o conduziram, em 2010, ao cargo de Secretário Nacional Agrário do Partido dos Trabalhadores. No movimento sindical, presidiu o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santo Cristo por duas vezes (1986-1989 e 1992-1995).

Em 1996, elegeu-se vereador em Santo Cristo. No mesmo ano, renunciou à vaga de vereador para assumir, como suplente, a vaga do deputado estadual. Foi reeleito deputado estadual em 1998, 2002 e 2006, com votação em mais de 250 municípios gaúchos.

Na Alergs, teve atuação marcante e foi líder da bancada petista, além de ter presidido a Comissão de Agricultura e coordenado as frentes parlamentares em defesa da extensão rural e da economia popular e solidária.

Em seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados, Bohn Gass, se destacou na luta em defesa da agricultura familiar. Presidiu a Comissão Especial que elaborou o novo Código Florestal que garantiu critérios diferenciados para o agricultor familiar.

Foi relator do projeto de lei de criação da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural -Anater. Entre os projetos apresentados está o que prevê redução de impostos a quem fizer uso racional de água e energia elétrica e o que prevê a preferência de pagamento dos créditos ao agricultor familiar em caso de falência da empresa.

  • Caravana #LulaPeloSul na Unipampa em Bagé (RS) - #1

    Caravana #LulaPeloSul na Unipampa em Bagé (RS) - #1Um antigo sonho da população gaúcha tornou-se realidade em 2008, quando foi criada a Universidade Federal do Pampa no governo do ex-presidente Lula.Parte do programa de expansão das universidades federais no Brasil, a UNIPAMPA nasceu de um Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o Ministério da Educação, a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e a Universidade Federal de Pelotas (UFPel), previu a ampliação do Ensino Superior na metade sul do estado do Rio Grande do Sul.Atualmente, a universidade tem campi em Alegrete, Caçapava do Sul, Dom Pedrito, Itaqui, Jaguarão, Santana do Livramento, São Borja, São Gabriel, Uruguaiana e Bagé.Nesta segunda-feira (18), o campus de Bagé receberá uma visita do ex-presidente Lula, marcando a primeira parada da quarta etapa da caravana Lula pelo Brasil, que no final de março percorre todos os estados da região sul do Brasil.Como em todas as suas caravanas, Lula se encaminha ao Sul para conhecer em primeira mão a realidade da população local, reencontrar-se com o legado de seus governos e saber dos anseios e necessidades da população olhando em seus olhos.No caso de Bagé, a UNIPAMPA foi fundamental no processo de minimizar a estagnação econômica da região, tornando-se fator preponderante do desenvolvimento local. Em dez anos, o polo educacional incrementou o movimento econômico e social do município, que se tornou culturalmente mais diversificado, beneficiando os negócios e proporcionando uma troca entre alunos de diferentes estados em uma região eminentemente rural.

    Publicado por PT na Câmara em Segunda, 19 de março de 2018
    Os deputados Henrique Fontana, Pepe Vargas, Elvino Bohn Gass estiveram na visita do ex-presidente na Universidade Federal dos pampas
  • Filiação: Bohn Gass

    Elvino Bohn Gass: "Filie-se ao PT e traga a sua rebeldia, as suas propostas para a construção do nosso partido!".Acesse http://www.pt.org.br/filiacao e faça parte dessa mudança

    Publicado por PT - Partido dos Trabalhadores em Segunda, 13 de novembro de 2017
    O deputado Elvino Bohn Gass convida a todos e todas: “Filie-se e traga a sua rebeldia, as suas propostas para a construção do nosso partido!”
  • Adiamento da votação da maioridade penal

    A posição do PT sobre a maioridade penal"A discussão aqui tem que ser mais aprofundada, ela não é uma questão de idade, é uma discussão que tem a ver com a sociedade e a forma como a sociedade está dividida: em termos de renda, de oportunidade. É por isso que a gente discute muito isso, porque o rigor da lei quando é discutido com essa ânsia que o senador Magno Malta discute aqui vai pros pobres, não vai pros ricos, esqueça! Um menino de 16 anos da classe alta ou da classe média jamais vai responder por crime, mesmo sendo maioridade penal em 16 anos, porque os de 18, 19 e 20 já não respondem", diz a presidenta nacional Gleisi Hoffmann.Para Humberto Costa, "se nós temos hoje delinquência infanto-juvenil é porque o Estado brasileiro não cumpre com suas responsabilidades de garantir políticas públicas de educação, de saúde, de acesso à cultura, de acesso ao trabalho para essa juventude".Guimarães: "O que resolve o problema da violência e a educação é programa de geração de renda, é o emprego".Bohn Gass: "Não é a solução a redução da maioridade penal, é desviar a atenção sobre o real problema da criminalidade brasileira".Margarida Salomão: "É necessário que todos nós, democratas, militantes na área de Direitos Humanos, militantes das políticas em favor das crianças e dos adolescentes lutar contra isso. Mais educação, menos cadeia".

    Publicado por PT - Partido dos Trabalhadores em Domingo, 1 de outubro de 2017
    Senadora Gleisi Hoffmann, Humberto Costa e os deputados José Guimarães, Bohn Gass e Margarida Salomão falam da posição do PT sobre a maioridade penal
  • TODOS CONTRA TEMER! 100% dos deputados petistas, ou seja, 58 parlamentares, votaram contra Michel Temer e a favor do prosseguimento da investigação por corrupção do golpista! Veja o voto de cada um dos deputados do PT e tenha ainda mais certeza: eles estão ao lado do povo brasileiro!

    Publicado por PT - Partido dos Trabalhadores em Quinta-feira, 3 de agosto de 2017
    100% dos deputados petistas votaram contra Michel Temer e a favor da investigação por corrupção do golpista. Assista aos votos dos parlamentares