Postado por Agência PT, em 23 de fevereiro de 2016 às 11:32:07

Decretada prisão de João Santana, publicitário das campanhas do PT desde 2006. Investigação de pagamentos da Odebrecht para Santana no exterior. Esse é o caminho do juiz Moro, procuradores e Polícia Federal para chegar às contas da campanha Dilma/Temer, novamente sendo julgadas pelo TSE.

Investigar deveria ser normal. Anormal é o não investigar. Empreiteiras na Lava Jato doaram R$ 68 milhões para a campanha presidencial do PT. E R$ 40 milhões para a campanha presidencial do PSDB…além de grana para outros partidos e candidatos pelo Brasil.

Por que milhões para uma campanha seriam sujos, são investigados, e milhões para demais grandes campanhas seriam limpos e não são investigados se os doadores são os mesmos? Pergunte-se: como empreiteiras da Lava Jato pagaram demais grandes campanhas Brasil afora?

A resposta a essa pergunta costuma ser sofisma, ou cinismo: “Eles é que estão no Poder; foco legal; querem nivelar todos ao PT” …etc. Votos foram comprados para a emenda da reeleição de Fernando Henrique Cardoso. E nada de CPI, ou investigação pra valer.

Idem nas bilionárias privatizações. So a da telefonia, negócio de R$ 22 bilhões. Sem CPI, sem investigação com consequências. Mesmo com conversas escandalosas nos grampos. Há 4 anos, documentos oficiais em 115 páginas de um livro e…

… E tudo sempre enterrado pela desqualificação dos denunciantes. Pelo fundo das gavetas, e pelo estrondoso silêncio. O Instituto Fernando Henrique nascia com ele ainda presidente. Em um jantar no Palácio da Alvorada, como relatou Gerson Camarotti para a revista Época, em novembro de 2002.

Título: “FHC passa o chapéu”. No jantar, 12 empresários “selecionados pelo leal amigo Jovelino Mineiro”, diz o texto. E R$ 7 milhões “levantados” para o Instituto. No jantar, entre outros, Odebrechet e Camargo Correa. Isso há 14 anos. Alguma investigação, manchetes ou mesmo pergunta sobre tal noitada e amigos? Não. Por que não?

Perguntas devem ser feitas e respondidas. Sobre bens, Institutos, sejam de Lula, FHC ou demais. Sobre conexões, doadores, tantas vezes os mesmos. Idem sobre palestras e contratantes. Já a vida íntima de Fernando Henrique, de Lula, de qualquer mulher ou homem público não importa.

Importam seus atos na vida pública. Mas de todos. Ou o que se tem e terá é apenas mais uma Farsa.

——————————————————————————-

Assista ao comentário do jornalista:

 

*Texto originalmente publicado no Facebook do jornalista Bob Fernandes, no dia 22 de fevereiro de 2016
*Bob Fernandes é jornalista