Mídia

  • Assista ao vídeo e conheça a Rádio Brasil Atual, 98,9 FM. Uma emissora que faz jus ao seu slogan: “as notícias que as outras não dão e as músicas que as outras não tocam”.
  • Ato em Solidariedade a Eduardo Guimarães e Pela Liberdade de I...

    A tevêFPA transmite o ato político em solidariedade ao blogueiro Eduardo Guimarães, pela liberdade de imprensa e contra os abusos da Polícia Federal (PF) e do Poder Judiciário. A atividade acontece agora, no Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo (Rua Genebra, 25, São Paulo, capital). Entenda o caso: Na manhã de hoje, o blogueiro Eduardo Guimarães foi levado pela Polícia Federal (PF) de sua residência, no bairro Paraíso, na zona sul de São Paulo, para a superintendência da PF, no bairro da Lapa, também na capital paulista. “Eu e meus advogados não entendemos a razão da condução coercitiva. Não existe uma razão lógica para me trazer obrigado até aqui”, disse o blogueiro, ao ser liberado, por volta das 12h. Segundo ele, o motivo da condução seria uma matéria de 2016 que divulgava que o ex-presidente Lula seria também conduzido coercitivamente. “Recebi de uma fonte essas informações. Queriam saber se tenho alguma ligação com essa fonte. Declarei que não conheço e divulguei porque é meu trabalho, como jornalista, divulgar as informações”. Para Eduardo Guimarães, a condução coercitiva foi arbitrária. Seu advogado, Fernando Hideo, declarou que não houve intimação prévia. “Se houvesse a intimação e ele não tivesse comparecido, eventualmente poderia haver a condução”, explicou. “A segunda arbitrariedade é a violação do sigilo de fonte. A fonte dele tem que ser preservada, isso está na Constituição Federal. É uma perseguição nitidamente política. Foi uma arbitrariedade”, afirmou.

    Publicado por Fundação Perseu Abramo em Terça, 21 de março de 2017
    Blogueiro foi alvo de condução coercitiva para que revelasse fonte de notícia; ato defende liberdade de imprensa e pede fim de abusos do Judiciário