Partido dos Trabalhadores

Pepe Vargas: “Com Lula em Porto Alegre e no Brasil”

“Enganam-se os que pensam que é no 24 que tudo termina. Estamos só começando o caminho que levará Lula novamente à Presidência da República”

Reunião do diretório do RS com o vice-presidente do PT, Alexandre Padilha

No dia 27, com a presença do vice-presidente do PT Nacional, Alexandre Padilha, realizamos uma reunião ampliada do Diretório Estadual do PT/RS. Na pauta, a mobilização do PT gaúcho para o dia 24 de janeiro, quando acontece o julgamento do recurso do ex-presidente Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Com a presença de cerca de 300 dirigentes, o Diretório afirmou pontos de muita unidade entre todos e todas petistas. O primeiro deles, é que a luta que estamos travando não começa e nem termina no dia 24. O golpe começou faz muito tempo, com denúncias e julgamentos seletivos e o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. E ele não termina no dia 24, pois Lula seguirá sendo o candidato do PT à presidência da República.

O segundo ponto a ser sublinhado é a defesa do presidente Lula é muito maior do que a defesa de um indivíduo. É a defesa de um projeto de inclusão, de combate à pobreza, de geração de emprego e de oportunidades para os menos favorecidos. É a defesa de direitos e da garantia de se ter direitos.

O terceiro ponto é que Lula, ao colocar seu nome à disposição do PT para concorrer à presidência da República, está disposto a se submeter ao maior de todos os julgamentos: o do povo através do voto direto. Lula – contra quem até hoje não se tem provas de qualquer ilícito – quer ser julgado pela convicção popular.

É com esta unidade que o PT gaúcho está organizando – de forma unitária com a Frente Brasil Popular RS – um conjunto de atividades a partir do dia 3 de janeiro, que culminará com uma vigília em defesa da Democracia e do direito de Lula ser candidato nos dias 23 e 24 de janeiro. Durante esses dias, dirigentes de Partidos de esquerda, de movimentos sociais, juristas e artistas de vários lugares do Brasil e do mundo virão a Porto Alegre. Todos e todas tem a ciência de que a condenação de Lula é a condenação da própria Democracia e um retrocesso para toda a América Latina.

Como bem sublinhou o nosso pré-candidato ao governo do Estado, companheiro Miguel Rossetto, o julgamento do recurso de Lula é mais uma oportunidade para a Justiça no Brasil se reencontrar com a verdade. É neste contexto que seremos milhares nas ruas de Porto Alegre. É por esta razão que marcharemos, faremos atos e debates. É pela justiça, pela verdade e pela esperança que o povo brasileiro deposita em Lula que caravanas de várias partes do Brasil chegarão na capital gaúcha.

No passado, o mundo inteiro olhou para a Porto Alegre do Fórum Social Mundial e da Democracia Participativa. No dia 24, mais uma vez, os olhos do mundo se voltarão para a capital gaúcha. Aqui, novamente, a luta e a defesa da democracia. O espírito do Fórum Social está sendo evocado por todos e todas que lutam por justiça e inclusão social. Nestes dias, estaremos com Lula em Porto Alegre. A partir do dia 25 estaremos com Lula no Brasil. Enganam-se os que pensam que é no 24 que tudo termina. Ao contrário, estamos só começando o caminho que levará Lula novamente à Presidência da República, por decisão soberana do povo brasileiro.

Pepe Vargas é Deputado Federal e Presidente do PT/RS