Vicente Cândido

Governantes e Parlamentares / Deputado Federal / São Paulo

Vicente Cândido nasceu em Vargem Alegre (MG), antigo distrito de Caratinga e atualmente município. É casado com a procuradora federal Maria Amália e tem dois filhos: Taynã e Caynã Candido.

Desde a década de 70 vivendo na cidade de São Paulo, graduou-se em Direito pela FMU, especializando-se em Direito Tributário. Possui pós-graduação em Direito Empresarial pela PUCSP e cursa pós-graduação em Direito Constitucional pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP). Além de pequeno empresário do setor de panificação, Vicente é sócio no escritório de advocacia Marco Polo Del Nero & Vicente Cândido – Advogados Associados.

Militante do PT há 34 anos, o advogado Vicente Cândido da Silva possui uma longa história dedicada às lutas sociais. Foi presidente do PT do diretório municipal de São Paulo, administrador regional na gestão da ex‐prefeita Luiza Erundina (1989-1993) e, no Legislativo, exerceu os cargos de vereador da cidade de São Paulo e deputado estadual, destacando-se com projetos nas áreas de cultura, esporte e igualdade racial.

Reeleito vereador em 2000, elegeu-se deputado estadual em 2002, sendo reeleito em 2006. Na Assembleia Legislativa de São Paulo, presidiu a Comissão de Administração Pública, a Comissão de Esporte e Turismo e a Frente Parlamentar de Promoção da Igualdade Racial. Coordenou a Frente Parlamentar em Defesa da Micro e Pequena Empresa e integrou a Frente Parlamentar de Solidariedade a Cuba.

Eleito deputado federal em 2010, atuou na legislatura 2011-2015 em sintonia com o pacto de desenvolvimento social e econômico implantados pelos governos Dilma e Lula. Ao assumir o seu primeiro mandato no Congresso, apresentou propostas visando o acesso à cultura, ao esporte e uma política de desenvolvimento com justiça social e tributária para trabalhadores e microempreendedores.

Entre as suas principais bandeiras e temas de atuação, destacam-se: Lei Geral da Copa, Novo Código Comercial, Imposto Justo, Proforte, Programa que reestrutura o esporte, Lei da Meia-Entrada, Isenção de Pis/Cofins para cooperativas culturais e o Plano Nacional de Educação (PNE).

Presidiu a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), a mais importante da Câmara dos Deputados, e integrou também as comissões de Turismo e de Esporte, além de trabalhar pela construção de uma Reforma Política.

Nas eleições de 2014 foi reeleito deputado federal com 117.652 votos.