Área PT

A perseguição política, jurídica e midiática a Lula

A cruel perseguição ao ex-presidente Lula tem o objetivo de impedir o povo de elegê-lo mais uma vez. Lula foi condenado sem provas, num processo em que sequer existe um crime, da mesma forma como ocorreu no golpe do impeachment da presidenta legítima Dilma Rousseff. Apesar das falsas acusações que sempre sofreu em mais de 40 anos de vida pública, nunca se demonstrou nada de errado na vida de Lula porque ele sempre agiu dentro da lei, antes, durante e depois de ser presidente do Brasil. Sua condenação é fruto de uma farsa judicial que vem se desenhando ao longo dos últimos anos em capítulos que se mostram tão ilegítimos quanto antidemocráticos. Conheça aqui alguns deles.

2018
abril 16, 2018

Imagens do tríplex destroem narrativa de Moro para prender Lula

Imagens do tríplex destroem narrativa de Moro para prender Lula

A farsa montada pelo juiz de Curitiba foi sustentada por setores da mídia que deram suporte à trama montada pelos algozes do ex-presidente Lula. Fotos publicadas em uma reportagem do site R7, de 12 de julho de 2017, cujo título era “Causa da condenação do Lula: conheça o tríplex do Guarujá” (estranhamente retirada do site nesta terça, 17) mostram um imóvel suntuoso, com móveis luxuosos – metros quadrados valiosos, dignos de pessoas abastadas. Tudo enganação para cunhar no imaginário popular que o ex-presidente o adquiriu de forma ilícita e por isso deveria ser penalizado.

julho 8, 2018

O “solta, não solta” – Moro manobra contra Lula livre

O “solta, não solta” – Moro manobra contra Lula livre

O desembargador Rogério Favreto acata um pedido de habeas corpus da defesa do ex-presidente Lula. Pouco antes dele deixar a sede da PF, Moro – que estava de férias – manobra em diferentes sentidos para evitar a liberdade de Lula. “É simplesmente inconcebível que a ordem de um desembargador de Tribunal Regional Federal seja desrespeitada, como quer Sergio Moro, que é de instância inferior. E é também inconcebível que a decisão do desembargador Favreto seja desconsiderada no âmbito do TRF-4 por meio de grosseiras chicanas conduzidas por Moro e seus parceiros”, trouxe a nota de repúdio do PT divulgada na ocasião.

julho 12, 2018

Juíza carcerária: mais uma peça no lawfare

Juíza carcerária: mais uma peça no lawfare

A juíza carcerária de Lula, Carolina Lebbos, desde o início da prisão política tem negado ao ex-presidente direitos básicos como visita de amigos, lideranças, e até do médico do ex-presidente. Indo contra todos seus direitos, negou, reiteradamente, pedidos de entrevistas a Lula. Ela chegou ao ponto de “declara-lo inelegível” ao justificar as negativas. Vale lembrar que até o Nobel da Paz, Perez Esquivel, e Leonardo Boff foram barrados por ela.

agosto 9, 2018

Ex-Lava Jato conta os bastidores

A força-tarefa da Lava Jato estava “com sangue na boca” e condenou Lula às pressas para tirá-lo do jogo político. A afirmação é do ex-delegado da Polícia Federal Paulo Lacerda a uma extensa reportagem publicada nesta quarta (8) pela Agência Pública. Funcionário de carreira da instituição desde os anos 70, Lacerda chefiou a reestruturação promovida durante o governo Lula.

agosto 15, 2018

PT registra Lula como candidato a presidência

PT registra Lula como candidato a presidência

O Partido dos Trabalhadores resistiu a perseguição política contra o ex-presidente e, após a realização de um ato, registrou Luiz Inácio Lula da Silva como seu candidato a Presidência da República em 2018. A chapa também era composta por Fernando Haddad, que à época concorria como vice.

agosto 18, 2018

ONU manda Brasil manter candidatura de Lula

ONU manda Brasil manter candidatura de Lula

A vice-presidente do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Sarah Cleveland, afirmou que o Brasil tem “obrigação legal” de cumprir a decisão do órgão em defesa da candidatura de Lula. As declarações foram dadas na sexta-feira (18). Porém, apesar da recomendação, o governo brasileiro ignorou a ONU, atropelando tratado internacional e deixando de cumprir todas as regras a Comissão de Direitos Humanos. As arbitrariedades contra Lula ganham destaque nacional e são rechaçadas por pessoas de todo o mundo.

novembro 1, 2018

Moro assume que é político e atuou nas eleições

Moro assume que é político e atuou nas eleições

O “juiz” Sérgio Moro aceita convite de Jair Bolsonaro para ser Ministro da Justiça, assumindo o que sempre todo mundo soube: Moro tem lado e atuou politicamente durante a campanha para prejudicar Lula e o PT. Ainda durante a campanha, o próprio Bolsonaro afirmou que Moro “atuou politicamente em favor dele” e vazou, também, para imprensa, reuniões entre o então juiz (ainda cuidando dos processos de Lula) e a equipe de campanha de Bolsonaro.

novembro 9, 2018

CNJ abre investigação contra Moro por atuar nas eleições

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) abriu uma investigação para apurar a indicação do juiz Sérgio Moro para o cargo de ministro da Justiça por Jair Bolsonaro (PSL). O órgão atendeu aos pedidos de deputados e senadores do PT e o da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD).

novembro 14, 2018

Moro manobra para manter processo de Lula sob aliada

Moro manobra para manter processo de Lula sob aliada

Mesmo trabalhando na equipe de transição de Bolsonaro, mesmo tendo aceitado o Ministério da Justiça, Moro – ao contrário do havia prometido – não pediu exoneração da Justiça federal. Ao contrário, pediu férias. Com isso, manteve o processo e o depoimento de Lula sob sua aliada, a juíza substituta Gabriela Hardt. Com isso, no dia 14 de novembro a juíza conduziu o depoimento de Lula referente ao fantasioso processo do sítio de Atibaia. Lula a questionou: “juíza, eu sou o dono do sítio ou não”. Claro que ela não soube responder.

novembro 26, 2018

A perseguição continua, agora via “Lava Jato” paulistana

A perseguição continua, agora via “Lava Jato” paulistana

A perseguição a Lula ganhou mais um episódio nesta semana com uma denúncia manifestamente descabida do Ministério Público Federal (MPF-SP). Os procuradores da autointitulada ‘Lava Jato de São Paulo’ parecem ter feito escola com a república de ficções de Curitiba e acusam o ex-presidente Lula de receber R$ 1 milhão por tráfico de influência internacional e lavagem de dinheiro. E assim como os criadores de Power Point, integrantes do MPF-SP não apresentaram nenhuma prova sequer do crime que imputam ao ex-presidente e baseiam a denúncia exclusivamente em ilações.

dezembro 31, 2018

2 mil pessoas celebraram o ano novo na Vigília Lula Livre

2 mil pessoas celebraram o ano novo na Vigília Lula Livre

Assim como em todos os momentos que passou como preso político, na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, Lula não esteve sozinho na virada de 2019. Representantes das caravanas de mais de 20 estados brasileiros celebraram o ano novo na Vigília Lula Livre, em mais uma demonstração de solidariedade ao ex-presidente.