Área PT

Secretaria Nacional de Organização

Sonia Souza do Nascimento Braga
Secretária Nacional de Organização
(11) 3243-1361 / (11) 3243-1355 / (11) 3243-1352 / (61) 3213-1300 / (61) 3213-1306

A Secretaria Nacional de Organização é a responsável por propor ao Diretório Nacional as políticas de construção e organização do Partido dos Trabalhadores. O órgão deve manter atualizadas e disponíveis o Cadastro Nacional de Filiados e os sistemas que integram a Rede PT, além de orientar os organismos partidários sobre filiação, recadastramento, eleições internas, encontros, prévias, processos ético-disciplinar e mecanismos de consulta.

  • O ex-presidente Lula, foi questionado em entrevista ao SBT na última quinta-feira (05/11), se seria candidato em 2018 para evitar o retorno da oposição ao Planalto. Lula respondeu que seria, sim, se tudo que fez em seu governo estivesse em risco e para defender o projeto do PT. “Se for apenas para evitar a oposição não precisa nem ser candidato. O importante é defender o projeto político que nós defendemos”, explicou o ex-presidente, que completou: “Para defender esse projeto, eu posso ser candidato outra vez. Se houver necessidade de defender um projeto que incluiu milhões e milhões de pessoas, eu estou disposto a ser candidato”.
  • Revista da Secretaria Nacional de Organização do Partido dos Trabalhadores, destinada a militantes e dirigentes do partido. Reúne dicas sobre a organização do PT e informações sobre a política brasileira.
  • No dia 29 de outubro, foi realizada, em Brasília, a reunião do Diretório Nacional do PT, com a presença do ex-presidente Lula. Com um discurso firme e otimista, Lula cobrou do Congresso Nacional a votação dos projetos encaminhados pela presidenta Dilma Rousseff: “A prioridade zero é aprovar essas medidas para o País voltar a crescer, gerar emprego e para que a renda continue chegando no bolso do trabalhador”.
  • No último domingo, dia 25, realizamos o PEDEX – processo extraordinário de eleição de Diretórios Municipais – de um total de 1.867 municípios aptos, 809 municípios realizaram a eleição (o que equivale à 43% do total) e elegeram novos dirigentes municipais, que cumpriram mandato até o final de 2017.
  • Ao completar 12 anos, o programa Bolsa Família – criado e desenvolvido nos governos do PT – permitiu ao Brasil a façanha de, pela primeira vez na sua história, ter uma geração de crianças e de adolescentes que desconhecem a mazela secular da fome e da miséria que castigou o País por mais de 500 anos.
  • Na abertura do 12º CONCUT, na última terça-feira (13), Dilma subiu o tom na defesa pela democracia: “Pergunto, com toda a franqueza: quem tem força moral, reputação ilibada e biografia limpa suficientes para atacar a minha honra? Quem?” falou a Presidenta Dilma.
  • Atualmente, o que a oposição tenta fazer no Brasil para derrubar a presidenta Dilma é o chamado golpe paraguaio, que é dado pela utilização de instrumentos e canais institucionais, devidamente manipulados pelos golpistas. São golpes desferidos pelo Legislativo e pelo Judiciário. Como as ações têm uma aparência de legalidade, parece que não é um golpe, mas uma legítima ação constitucional e legal.
  • Atualmente, o que a oposição tenta fazer no Brasil para derrubar a presidenta Dilma é o chamado golpe paraguaio, que é dado pela utilização de instrumentos e canais institucionais, devidamente manipulados pelos golpistas. São golpes desferidos pelo Legislativo e pelo Judiciário. Como as ações têm uma aparência de legalidade, parece que não é um golpe, mas uma legítima ação constitucional e legal.
  • A presidenta Dilma Rousseff anunciou na última sexta-feira (2), no Palácio do Planalto, a reforma administrativa do governo federal, com o objetivo de melhorar a gestão pública, reforçar a base do governo e garantir a estabilidade política, elevar a competitividade do País e continuar assegurando a igualdade de oportunidade aos cidadãos.
  • O ex-presidente Lula emitiu uma nota à imprensa na última terça-feira (29), rebatendo reportagem do Estadão. O jornal apontou que o petista teria feito lobby para a Odebrecht no exterior. Para o Instituto Lula, “há uma repetitiva, sistemática e reprovável tentativa de alguns órgãos de imprensa e grupos políticos de tentar criminalizar a atuação lícita, ética e patriótica na defesa dos interesses nacionais, atuação que resultou em um governo de grandes avanços sociais e econômicos, com índices recorde de aprovação.”
diretor-estadual