Área PT
Posts arquivados em

Ministério da Justiça

  • Por 9 votos a 1, o Supremo Tribunal Federal determinou, na quinta-feira (20), a suspensão imediata da produção de dossiês, pelo Ministério da Justiça, contra servidores democratas e de movimentos antifascistas. “Boa notícia o STF barrar o fascismo persecutório do governo Bolsonaro contra servidores democratas”, comemorou a presidenta do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR). Advogada da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), Tania Oliveira, alerta que é preciso manter a vigilância para perseguições de Bolsonaro nos estados. “Existem policiais sendo investigados no seus estados. No Rio Grande do Norte, existe um inquérito contra policiais antifascismo”, adverte Oliveira
  • Relatores das Nações Unidas receberam denúncia de que o Ministério da Justiça do governo Bolsonaro investigou policiais anti-fascistas, coletando informações contra eventuais críticos. Planalto está sob suspeita de intimidar oposicionistas. José Guimarães diz que o país virou um pária na comunidade internacional
  • Presidente cria “Centro de Inteligência” para oficializar a arapongagem do governo. Agentes poderão receber treinamento do governo mesmo que não sejam concursados. Em reunião ministerial de 22 de abril, o líder da extrema-direita havia afirmado que mantinha um “sistema particular de informação”, que agora vira arma de guerra contra adversários do governo
  • Líderes do PT acusam o ministro de montar um esquema na pasta para devassar a vida de 579 servidores públicos, incluindo professores como o ex-secretário de Direitos Humanos Paulo Sérgio Pinheiro. Eles querem que Augusto Aras investigue e cobram ainda do TCU que apure o caso de perseguição. “A ação do se caracteriza como espionagem política”, denunciam. O caso foi revelado pelo jornalista Rubens Valente
  • Presidenta nacional do PT elenca os indícios de crimes confessados pelo ex-ministro da Justiça ao anunciar a saída do governo Bolsonaro. “Corrupção, pagamento secreto a ministro, obstrução de Justiça e prevaricação. Moro tinha de sair da entrevista direto para depor na PF”, aponta. Outros petistas endossam as críticas e veem caminho para o impeachment